Revisão da literatura

A primeira produção intelectual é a Revisão de Literatura e Práticas. Esta atividade específica teve início em 1 de julho de 2018 e terminou em 30 de setembro de 2018. Todos os parceiros do programa (Universidade da Tessália, Universidade Pompeu Fabra, CAI, Município de Tessalónica, ARSIS) estiveram ativamente envolvidos.
O objetivo desta revisão foi a investigação exaustiva da literatura científica sobre:
• juventude e mobilidade, NEET’s, jovens precários, jovens e transições móveis para jovens
• aprendizagem informal e não formal
• Trabalho de Juventude
• Reconhecimento e acreditação
• Eventos Socioculturais e Juventude

A revisão traz a equipe do projeto para o cerne da discussão nesta àrea. Além disso, destaca o significado desta área de investigação. Permite ainda o desenho de outros produtos intelectuais do programa, como a pesquisa etnográfica (O2), e fornece um sólido conjunto teórico para a interpretação dos dados da pesquisa. Além disso, essa investigação específica da literatura aponta para quaisquer limitações ou deficiências ou lacunas no campo relevante que precisam ser preenchidas. Ajuda também a introduzir terminologia relevante e fornece definições para esclarecer como os termos devem ser usados.

O principal objetivo desta revisão é influenciar os decisores de políticas, conselheiros, ONGs, trabalhadores de Juventude. Pretende ainda influenciar as atitudes dos professores sobre as políticas sociais e educacionais e desenvolver uma estrutura para novas investigações, cursos de formação e certificação de competências. Particularmente, a proposta duma estrutura teórica de Transições Móveis para Jovens, onde o conceito de mobilidade é combinado com o conceito de transição. Tanto a “mobilidade” como a “transição” são percebidas como não lineares, reversíveis e multidirecionais. Esta combinação permite um afastamento das ideias tradicionais de transição e constrói uma orientação de pesquisa mais global para “estudos de mobilidade de jovens transnacionais”. O enquadramento das transições móveis para jovens, permite uma compreensão dos diferentes tipos de mobilidade e as desigualdades da mobilidade e transições dos jovens. Além disso, reúne estudos de migração e estudos sobre jovens.
O impacto da atividade nessa produção é medido pela abordagem crítica e pelo esclarecimento das lacunas da literatura relevante e também pela declaração específica da nossa própria contribuição neste campo.